I'm Jessica Kelle and I love take photos. Brazil, 20 year olds. No copy my photos, reblogue! Thanks.
http://meviassim.tumblr.com/
http://hellousmile.blogspot.com.br/
http://hellousmile.blogspot.com.br/
http://hellousmile.blogspot.com.br/
http://hellousmile.blogspot.com.br/
http://hellousmile.blogspot.com.br/
http://hellousmile.blogspot.com.br/
http://hellousmile.blogspot.com/
http://hellousmile.blogspot.com/
sem título by *Nishe on Flickr.
"Eu nunca acreditei no meu potencial, nunca acreditei que um dia chegaria tão longe a ponto de fazer as pessoas ao meu redor se orgulharem de mim. Nunca pensei que iria ter um namorado que me amasse e que quisesse casar comigo, nunca acreditei que teria amigos tão bons e alguns professoras em que eu possa chamar de “amiga”. Na verdade, nunca acreditei em mim mesma, sempre me achei o patinho feio da turma, a menina mais desengonçada, mais sem graça e também achava que nunca iria despertar interesse de alguém. Sempre achei que só tinha amigos porque eu corria atrás e não porque eles realmente gostavam de mim. Da 5ª até a 8ª série eu sofri bullying e isso não me desmotivou em momento algum. Nunca precisei cortar os pulsos embora já tive vontade algumas vezes, mas já pensei em me tacar na frente dos carros da avenida que passa perto da minha casa. Já tive depressão por causa de um amor virtual. Já fui vítima da anorexia e também já deixei de almoçar por dias só para emagrecer. Já pensei que se eu morresse não ia trazer mais sofrimento para as pessoas que eu amo. Nunca fui exemplo de menina pra ninguém, só pelo meu comportamento. Sempre fui uma menina quieta e nunca dei trabalho pra minha mãe. Hoje, eu vejo que muita coisa mudou, a menina que tinha medo de tudo amadureceu e se transformou no que eu sou hoje, e pra quem dizia que eu ia ficar sozinha por ser feia e sem graça, estou namorando há dois anos com um menino maravilhoso e muita coisa mudou na minha vida desde então. Os medos continuam presentes, até porque, medos, nós vamos sentir pro resto de nossas vidas. E dou um conselho para as meninas que já sofreram ou ainda sofrem dos mesmos transtornos do que eu já sofri: Se cortar pode aliviar no momento assim como o álcool e as drogas, mas não vai aliviar para sempre, o que vocês, meninas lindas, precisam é acreditar em si mesmas e crer na possibilidade de que um dia essa tormenta irá passar e você vai lembrar sim dessas coisas mas só como uma fase ruim que já foi embora e não deixou vestígios. E acima de tudo nunca deixe de acreditar em Deus porque Ele sim tem um propósito na sua vida, assim como teve na minha e somente Ele pode decidir o que é certo ou errado pra você."

- Meu objetivo não é ganhar notes e sim fazer as meninas que se cortam, sofrem bulliyng, distúrbios alimentares ou qualquer outra coisa pense e reflita sobre o assunto - Camila Mondaini (saberdoia)

(via saberdoia)